1
 

Análise de autoatendimento governada e escalonável

Para o Tableau, não é suficiente descobrir informações para promover mudanças importantes em toda a organização. Os membros da equipe devem trabalhar juntos, comunicar as informações que descobriram e aproveitar o trabalho de outras pessoas. E o departamento de TI é a peça chave de todo esse equipamento.

Para a equipe do Hospital Infantil de Seattle, a velocidade é uma questão de vida ou morte. Quanto mais rápido um médico ou enfermeiro ajudar uma criança, melhores serão os resultados. Alguns minutos podem ser cruciais.

É por isso que é tão importante ter dados em tempo real. Com soluções que oferecem análise de dados complexa no modo de autoatendimento, os funcionários do hospital podem fazer perguntas fundamentais no momento e otimizar os esforços para maximizar a produtividade. Eles podem atender seus pacientes mais rapidamente e salvar tantas vidas quanto possível.

Como no Hospital Infantil de Seatle, os trabalhadores em sua organização já usam o Excel e outras ferramentas para responder às suas perguntas, mas não com os mesmos resultados. Então, como você pode permitir a análise de autoatendimento enquanto garante que os dados sejam controlados, confiáveis ​​e protegidos?

Este white paper do Tableau fornece critérios para a implantação de uma estratégia de análise de dados. Portanto, preencha o formulário de registro e obtenha todas as informações sobre como implantar modelos de serviços de análise de dados como autoatendimento em sua organização.

Há quatro etapas principais para implementar com sucesso a análise de autoatendimento:

1. Configure o ambiente rapidamente. É fácil para uma pessoa escolher o Tableau Desktop e começar a explorar os dados em poucos minutos. A parte difícil é gerenciar gerenciamento de conteúdo, permissões e administração delegada para conceder independência rapidamente a todos em sua organização.

2. Treine os usuários para serem independentes. Forneça aos usuários as ferramentas e funcionalidades que eles precisam para serem independentes. O departamento de TI abre o caminho para que os usuários acessem facilmente os painéis existentes e as fontes de dados disponíveis e realizem suas próprias análises.

3. Centralize os modelos de dados. Forneça dados de confiança aos usuários, para que eles possam ter certeza de que estão usando os dados mais precisos e atualizados. Consolide as conexões de dados em fontes de dados salvas que são rápidas, confiáveis ​​e fáceis de encontrar. Isso reduz a duplicação e fornece a todos os usuários um ambiente centralizado no qual eles podem basear suas análises.

4. Fazer seguimento e auditar o uso. Acompanhe o uso da análise para garantir que seus dados estejam protegidos e seus sistemas tenham um bom desempenho. Entender quais painéis e fontes de dados são usados ​​com mais frequência é um excelente ponto de partida para fazer melhorias e aumentar a adoção.

Este White Paper do Tableau desenvolve cada uma dessas etapas para que o departamento de TI da sua organização não é a única capaz de criar relatórios, mas desempenhar um papel mais estratégico de controle e dados disponibilizados. Acesse o conteúdo agora.

Adolfo Manaure

Entusiasta seguidor de la tecnología y las innovaciones que cambian el mundo. Director Editorial y COO en The HAP Group.